DE BELÉM PARA BELÉM

11:59

O galo, cantando na madrugada para marcar as vigílias da noite, relógio dado por Deus a todos que vagavam pelas estradas, quer recuperar sua voz, pedindo licença para entrar em todas as casas, contando que é hora despertar. Afinal de contas, "já é hora de despertar. Com efeito, agora a salvação está mais perto de nós do que quando abraçamos a fé. A noite já vai adiantada, o dia vem chegando: despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da luz (Rm 13, 11-12)". Seu convite vai a todos os que andam sem norte, dizendo-lhes que a vida tem sentido e que o ritmo do tempo, marcado por Deus, é história de salvação e graça. Para estas pessoas, seja feliz e, quem sabe, o primeiro Natal!

Os anjos andam passeando pelas ruas de Belém. Suas silhuetas em luzes e cores, enfeitando nosso caminho, correm ao encontro de tantas pessoas de boa vontade, amadas por Deus. Desejo com eles descobrir todos os que fazem o bem silenciosamente, para reconhecer o Natal escondido e dizer-lhes que glorificam a Deus e o céu faz festa com eles. Feliz Natal a todas as manifestações de generosidade cuja revelação será publicada no juízo final! Saibam os que as praticam que Deus vê tudo e não se esquece de nada! Nossa voz de Igreja cante glória à caridade vivida!

Os pastores de Belém de Judá aproveitam a oportunidade para desejar santo Natal a todas as pessoas que se dedicam a anunciar o Evangelho em nossa Belém. São padres, diáconos, religiosos e religiosas, membros de comunidades novas, agentes de pastoral, movimentos eclesiais, missionários e missionárias leigos. Vocês não deixaram que o anúncio de Jesus Cristo se calasse. Vocês são "feliz Natal" para nosso povo. Vocês fazem "Belém em missão" acontecer. Obrigado porque vocês existem!

Maria e José são as vozes mais abalizadas para os votos natalinos. Foi através da resposta generosa dos dois que o plano eterno de Deus se concretizou na humanidade. O Verbo se fez carne no ventre de Maria. José, o justo, homem do sim e do silêncio, continua presente em todos os Natais. Com eles, o Natal é família, é Belém, é Nazaré, é afeto. Sua mensagem de Natal é o convite a imitá-los e fazer também de todas as casas parecidas com a da Sagrada Família. Com eles, a vida seja festejada e acolhida. Com Maria e José, as famílias se enfeitem de virtudes e as casas se iluminem com sorrisos. A eles agradecemos e deles acolhemos o convite a que entre nós resplandeça a unidade que fará Jesus nascer o ano inteiro, onde dois ou mais estiverem reunidos em seu nome (cf. Mt 18, 20).

Comparecem em nossas casas os magos, gente que vai atrás da estrela, na busca da verdade, para trazer votos de Natal de uma forma bem prática. Conversam pouco, mas trazem o melhor de si mesmos. O Natal, "admirável comércio", faz com que eles voltem para sua terra mais ricos do que chegaram a Belém. Passaram a ser estrelas! Sua missão é sinal de que o Evangelho é bom para todas as raças e culturas, não faz mal a ninguém e eleva o que é humano à participação na vida de Deus. Em nome deles, convido todas as pessoas que trocarão presentes neste Natal a darem também o próprio coração aos amigos e parentes. Façam o pacote bem enfeitado! Lá dentro, perdão, superação de julgamentos, alegria, sinceridade e outros ingredientes sugeridos pelo Espírito Santo. Ao entregá-lo aos outros, o abraço seja sincero, para que o maior presente sejam vocês mesmos!

Enfim, com os animais presentes na noite de Natal, desejo que os mais esquecidos da sociedade sejam recebidos e amados por nós. Na cena natalina de nossas ruas, este Natal traga promessas de maior inclusão dos últimos e dos pequeninos!

Com tantas ilustres figuras, o pastor visível da Igreja de Belém deseja que todos se deixem conduzir pelo verdadeiro Pastor das ovelhas, Jesus Cristo, Senhor de todos, a quem sejam dadas toda a honra e toda a glória!

fonte: Jornal Voz de Nazaré

Compartilhe

Fundada no ano de 1758 no Distrito de Benfica, Município de Benevides, Estado do Pará. Administração: Pe. Saul Muniz, mps

Posts Relacionados

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »