HISTÓRIA DO CÍRIO

01:32
O círio de Nazaré como já vimos aqui em nosso blog, é a maior manifestação católica do mundo, capaz de reunir milhões de pessoas num único dia.
Já publicamos algumas curiosidades sobre a Basílica Santuário de Nazaré, o local onde se dirige a imagem de nossa senhora de Nazaré no segundo domingo do mês de outubro, levando consigo um rio de fiéis.
Vamos falar agora um pouco da história do círio de Nazaré, a devoção a Nossa Senhora e muito mais.
A devoção a Nossa Senhora de Nazaré teve início em Portugal. A imagem original da Virgem pertencia ao Mosteiro de Caulina, na Espanha, e teria saído da cidade de Nazaré, em Israel, no ano de 361, tendo sido esculpida por São José. Em decorrência de uma batalha, a imagem foi levada para Portugal, onde, por muito tempo, ficou escondida no Pico de São Bartolomeu. Só em 1119, a imagem foi encontrada. A notícia se espalhou e muita gente começou a venerar a Santa. Desde então, muitos milagres foram atribuídos a ela.
No Pará, foi o caboclo Plácido José de Souza quem encontrou, em 1700, às margens do igarapé Murutucú (onde hoje se encontra a Basílica Santuário), uma pequena imagem da Senhora de Nazaré. Após o achado, Plácido teria levado a imagem para a sua choupana e, no outro dia, ela não estaria mais lá. Correu ao local do encontro e lá estava a “Santinha”. O fato teria se repetido várias vezes até a imagem ser enviada ao Palácio do Governo. No local do achado, Plácido construiu uma pequena capela.
Em 1792, o Vaticano autorizou a realização de uma procissão em homenagem à Virgem de Nazaré, em Belém do Pará. Organizado pelo presidente da Província do Pará, capitão-mor Dom Francisco de Souza Coutinho, o primeiro Círio foi realizado no dia 8 de setembro de 1793. No início, não havia data fixa para o Círio, que poderia ocorrer nos meses de setembro, outubro ou novembro. Mas, a partir de 1901, por determinação do bispo Dom Francisco do Rêgo Maia, a procissão passou a ser realizada sempre no segundo domingo de outubro.
Tradicionalmente, a imagem é levada da Catedral de Belém à Basílica Santuário. Ao longo dos anos, houve adaptações. Uma delas ocorreu em 1853, quando, por conta de uma chuva torrencial, a procissão – que ocorria à tarde – passou a ser realizada pela manhã.
Fonte: Site da Arquidiocese de Belém


Compartilhe

Fundada no ano de 1758 no Distrito de Benfica, Município de Benevides, Estado do Pará. Administração: Pe. Saul Muniz, mps

Posts Relacionados

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »

1 comentários:

Write comentários
23 de setembro de 2010 10:38 delete

O Círio é só uma das grandes riquezas culturais, sociais e religiosas que o nosso estado do Pará tem a mostrar.
Com certeza, Deus abençoará sempre a fé do povo paraense, que está sempre vencendo grandes desafios e demonstra seu amor a Deus e Maria Santíssima.

Reply
avatar