Por que as drogas?

07:00

Padre Idamor da Mota Jr

A pergunta inicial que geralmente fazemos quando nos de paramos com a questão das drogas é "o que leva alguém a experimentar drogas?" Geralmente o experimentar da droga na vida de uma pessoa acontece na fase de adolescência e juventude. A pergunta refeita fica então: "O que leva o jovem a experimentar drogas?" São várias as causas que poderíamos elencar para tentar responder a tal pergunta. O que vai desde uma simples causa até mesmo a um conjunto delas. Mas levando-se em conta os espírito do jovem, geralmente o mesmo é movido pela curiosidade, a busca de novas experiências e a auto-afirmação, vindo em seguida outros fatores como fuga, falta de perspectiva e modismo, entre outros.

O jovem é curioso por natureza e quando essa curiosidade não é bem direcionada ela tende a levar o jovem a escolhas inconsequentes que, no caso das drogas, é geralmente sem volta. O jovem ou adolescente na sua descoberta de mundo acha que pode fazer as mais corretas escolhas do mundo e mesmo quando sabe do perigo acha que com ele será tudo diferente. "Eu posso experimentar, mas não vou me viciar". É verdade que algumas pessoas já fizeram essa experiência por uma única vez na vida com uma droga leve e "não gostaram" ou apenas saciaram a sua curiosidade. Mas estas são exceções. A grande maioria dos jovens que experimentam a primeira vez entram no círculo vicioso e mortal das drogas. Não é raro ver famílias, de todas as classes, afetadas pela força destruidora que a dependência causa nas mesmas. Sim, famílias! Porque o usuário de drogas acha que a dependência é só dele, mas não sabe do poder destrutivo que ela alcança ao redor de si, sendo as primeiras vítimas as pessoas de relações afetivas mais próximas. É o que os especialistas chamam de co-dependência. Ou seja, o familiar que vê e sofre o drama do dependente acaba sofrendo algum tipo de neurose por causa da impotência de não poder ajudar o dependente, chegando em alguns casos a tornar-se usuário de drogas também. É o caso que um dia ouvi de uma esposa que, não aguentando mais o vício e as noites do marido fora de casa, passou a acompanhá-lo em suas saídas e, logo depois, no uso de drogas. Além disso, as drogas são responsáveis pela maioria dos casos de violência, suicídio, promiscuidade, doenças, prostituição, roubo, furto, acidentes de trânsito, etc.

Por tudo isso e muito mais, é importante que você jovem aprenda primeiramente que as escolhas que fizer terão uma consequência drástica em sua vida; e tratando-se de vida não se deve brincar, porque a "brincadeira" - experimentação do entorpecente - sempre traz graves consequências para si, seus familiares e pessoas mais próximas. Imagine, jovem, que você está caminhando e de repente se vê diante de um grande abismo. De um lado está o abismo e do outro a sua família e pessoas queridas. Se você pular todos tentarão salvá-lo, indo todos para o abismo junto com você. A escolha agora é sua. 

Fonte: Jornal Voz de Nazaré

Compartilhe

Fundada no ano de 1758 no Distrito de Benfica, Município de Benevides, Estado do Pará. Administração: Pe. Saul Muniz, mps

Posts Relacionados

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »