2º domingo da Páscoa

07:40

Neste Domingo, 1º de Maio, o II da Páscoa, e o primeiro dia do Mês Mariano, a Igreja celebra São José Trabalhador, o esposo de Maria e pai adotivo de Jesus. A Igreja também se regozija com o Rito de Beatificação de João Paulo II, presidido pelo Papa Bento XVI, na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

José é pouco citado pelos evangelistas, mas o suficiente para testemunhar sua participação no núcleo do Plano da Salvação. Referindo-se ao esposo de Maria, diz o evangelista: "José, seu marido era justo..." (cf. Mt 1,19). Por ser um homem virtuoso, temente a Deus, José aceitou a mensagem do Anjo do Senhor, cumprindo o desígnio de Deus: "Quando acordou José fez conforme o Anjo do Senhor havia mandado: levou Maria para casa, e, sem ter relações com ela, Maria deu à luz um filho. E José deu a ele o nome de Jesus" (Mt 1, 24-25). Recém-nascido, o Menino-Deus e sua Mãe, contaram com a presença de José: "Foram então às pressas, e encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado na manjedoura" (Lc 2,16). Na fuga para o Egito, José recebeu a outorga de Deus, para acompanhar e proteger o Menino Jesus e sua Mãe (cf. Mt 2, 13-15). José era um simples operário, um carpinteiro (cf. Mt 13, 55). A Igreja cristianizou o dia 1º de Maio, uma data civil, quando em 1955, o Papa Pio XII, deu aos trabalhadores, um protetor e modelo: São José, o operário de Nazaré.

Regozijado com a festa de beatificação do Papa João Paulo II, neste domingo 1º de Maio, Dia do Trabalhador, o articulista ora partilha com seus leitores, o depoimento da experiência vivida por Karol Wojtyla, ao tempo em que a Polônia foi invadida pelos nazistas. Conforme o documentado por seus biógrafos, o jornalista americano Carl Bernstein, e seu colega italiano Marco Politi, em uma de suas visitas à África, João Paulo II disse que ter sido "uma grande graça da minha vida ter trabalhado numa pedreira e numa fábrica. Essa experiência de vida operária, bem como em outro nível, os horrores da deportação de meus compatriotas poloneses para os campos de extermínio marcaram profundamente minha existência". (Sua Santidade João Paulo II e a história oculta de nosso tempo - Ed. Objetiva Ltd. RJ 1996 - 6ª edição p. 63)

O dia 1º de Maio de 2011será de júbilo: II Domingo da Páscoa, Dia em que se inicia o Mês de Maria. Dia do Trabalho. Data consagrada a São José, reconhecido como Protetor dos Trabalhadores. Dia do Rito de Beatificação de João Paulo II, que será presidido pelo próprio Santo Padre, na Basílica de São Pedro. Dia conhecido como da Divina Misericórdia, Festa litúrgica instituída pelo próprio Papa João Paulo II. 

Ivens Coimbra Brandão

fonte: Jornal Voz de Nazaré

Compartilhe

Fundada no ano de 1758 no Distrito de Benfica, Município de Benevides, Estado do Pará. Administração: Pe. Saul Muniz, mps

Posts Relacionados

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »