João Paulo II em Belém do Pará

07:00
Neste Domingo próximo (01) de maio, o Santo Padre o Papa João Paulo II será beatificado, e para celebráramos, recordemos um pouco da visita do Papa, em nossa cidade, Belém do Pará, fato que aconteceu no dia 8 de julho de 1980.
“A bênção, João de Deus. Nosso povo te abraça. Tu vens em missão de paz. Sê bem-vindo e abençoa este povo que te ama! A bênção, João de Deus”. Este trecho bem conhecido pelos católicos brasileiros marcou um momento histórico para o País: a primeira visita oficial de um papa ao Brasil.
Foi no início da década de 80, que o Papa João Paulo II passou 13 dias no Brasil e percorreu 14 cidades, entre elas Belém do Pará. Na capital, o Santo Padre desembarcou na inesquecível tarde do dia 8 de julho de 1980, onde permaneceu por dois dias.
Ao percorrer as ruas da cidade, em cada esquina João Paulo II recebia o carinho dos paraenses, que enfeitaram a cidade de amarelo e branco - as cores do Vaticano - para receber o Pontífice. O sucessor de Pedro não se limitou a distribuir acenos e bênçãos, ele foi ao encontro de cada pessoa, dos ricos aos mais pobres, do centro da cidade à periferia, pregando a solidariedade e o amor ao próximo.

Os passos do Papa no Pará
1 - No início da tarde do dia 8 de julho, o Papa João Paulo II desembarca em Belém e de acordo com o protocolo foi recebido pelo comandante da Base Aérea de Belém, Coronel Baratta Netto; pelo governador do Estado, Alacid Nunes, e sua esposa; também pelo bispo auxiliar Dom Tadeu Prost e por outras autoridades.

2 - Do aeroporto, seguiu para o Seminário São Pio X e foi recebido por seminaristas, sacerdotes e representantes do Movimento Serra Clube.

3 - Ao chegar ao seminário, João Paulo II foi levado a uma capela onde lhe aguardavam um grupo de Carmelitas Portuguesas de Moçambique, na África, e que vieram ao Estado instalar uma de suas casas. O Papa abençoou a pedra fundamental do Convento de Benevides.

4 - Na Colônia de Hansenianos em Marituba,o Papa dirigiu palavras de encorajamento aos portadores de hanseníase que viviam isolados do resto da cidade por causa do preconceito que se tinha sobre a doença na época.

5 - Em carreata pela BR- 316 até a Avenida 1° de Dezembro, ele celebrou uma missa. Hoje, a avenida leva o seu nome como homenagem.

6 - Em seguida, seguiu para a Catedral de Belém. Na época, o fato tomou uma grande repercussão porque estava prevista uma parada no largo de Nazaré. Na entrada da Basílica haviam colocado a Berlinda com a imagem autêntica de Nossa Senhora de Nazaré. As ruas foram tomadas pelo povo, que ficou frustrado ao ver o papamóvel passar em alta velocidade. O motivo foi descoberto somente meses depois; uma falsa denúncia de que uma bomba seria acionada quando o Santo Padre passasse pelo local fez com os seguranças decidissem acelerar o veículo.
7 - No dia seguinte, João Paulo II pediu que a imagem de Nossa Senhora de Nazaré fosse levada até ele. Com ela em mãos deu a bênção para ao povo, que estava no largo da Sé, antes de seguir para o Aeroporto.
fonte: Jornal Voz de Nazaré

Compartilhe

Fundada no ano de 1758 no Distrito de Benfica, Município de Benevides, Estado do Pará. Administração: Pe. Saul Muniz, mps

Posts Relacionados

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »