Segunda semana da Quaresma

07:00

“Saulo respirava ameaças de morte contra os discípulos do Senhor. Apresentou-se ao sumo sacerdote e pediu-lhe cartas de recomendação para as sinagogas de Damasco, a fim de trazer presos para Jerusalém os homens e mulheres que encontrasse, adeptos do Caminho. Durante a viagem, quando já estava perto de Damasco, de repente viu-se cercado por uma luz que vinha do céu. Caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: "Saul, Saul, por que me persegues?" Saulo perguntou: "Quem és tu, Senhor?" A voz respondeu: "Eu sou Jesus, a quem tu estás perseguindo. Agora, levanta-te, entra na cidade, e ali te será dito o que deves fazer" (At 9, 1-1-5).

Como Saulo, que depois se tornou Paulo, nossos caminhos nos proporcionaram uma graça, a maior de todas, o encontro com Jesus Cristo. Na primeira semana da Quaresma, muitas surpresas podem ter ocorrido, ao defrontar-nos com nossa situação humana. Quem sabe até descobrimos estar perseguindo Jesus! É que Ele se esconde e se mostra no próximo com o qual nos encontramos todos os dias. Ou podemos ter visitado páginas de nossa história que gostaríamos de ver arrancadas! E Deus nos levou ao deserto, alimentou-nos e sustentou-nos com sua Palavra de Vida.

Parece contraditório, mas a segunda semana começa com uma nova figura, ou com transfiguração! É uma nova etapa do Caminho, e ele é sempre caminho de Páscoa! Os discípulos Pedro, Tiago e João, companheiros medrosos e ao mesmo tempo fiéis de Jesus em todas as jornadas, sobem com Ele ao Monte da Transfiguração, que a tradição localizou no Tabor. Proclama-se em nossa vida o otimismo cristão! Olhar para Jesus, estar juntos com testemunhas qualificadas como Moisés e Elias, entrar na nuvem com Jesus, ouvir a voz do Pai. Não são experiências exclusivas dos discípulos que, depois da Ressurreição de Jesus, espalharam a notícia. Subamos com eles ao monte, superando as dificuldades do caminho.

Como sinal do Retiro nesta semana, o jejum que propomos é muito simples e ao mesmo tempo exigente. Trata-se de superar o mau humor, a cara feia, e oferecer às outras pessoas o sorriso, mesmo que ele tenha que ser muitas vezes um ato de heroísmo. Experimente!

LEITURAS DA SEMANA

Dia 20 de Março, Segundo Domingo da Quaresma
"Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça, venha a vossa salvação".
Gn 12, 1-4; Sl 32; 2Tm 1, 8b-10; Mt 17, 1-9

Dia 21 de Março, Segunda-Feira da Segunda Semana da Quaresma
"O Senhor não nos trata como exigem nossas faltas".
Dn 9, 4b-10; Sl 78; Lc 6, 36-38

Dia 22 de Março, Terça-Feira da Segunda Semana da Quaresma
"A todos os que procedem retamente, eu mostrarei a salvação que vem de Deus".
Is 1, 10.16-20; Sl 49; Mt 23, 1-2

Dia 23 de Março, Quarta-Feira da Segunda Semana da Quaresma
"Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus"!
Jr 18, 18-20; Sl 30; Mt 20, 17-28

Dia 24 de Março, Quinta-Feira da Segunda Semana da Quaresma
"Deus vigia o caminho dos eleitos".
Jr 17, 5-10; Sl 1; Lc 16, 19-31

Dia 25, Sexta-Feira, Solenidade da Anunciação do Senhor
"Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor"
Is 7,10-1; 8,10; Sl 39; Hb 10,4-10; Lc 1,26-38

Dia 26 de Março, Sábado da Segunda Semana da Quaresma
"O Senhor é indulgente e favorável".
Mq 7, 14-15.18-20; Sl 102; Lc 15, 1-3.11-32

ORAÇÃO

Ser cristão é peregrinar dia-a-dia, momento a momento, ajudando a construir o Reino de Deus nas realidades em que vivemos. É viver encarnando em nossas vidas os critérios desse Reino e ser testemunhas e seguidores de Jesus, o Mestre e Senhor. É viver com a certeza da Graça, o apoio do Espírito Santo e a materna intercessão de Maria Santíssima, Mãe de Deus e da humanidade. É despojar-se de toda vaidade e sabedoria humanas. É não querer passar aos outros uma falsa imagem de si mesmo. É colocar-se com humildade e confiança na presença do Senhor.

Acompanhe na íntegra todos os textos, as orações, as leituras, as reflexões e os cânticos para o Tempo Litúrgico da Quaresma em PEREGRINOS - RETIRO POPULAR 2011, de Dom Alberto Taveira Corrêa. Você pode adquirir seu exemplar na Fundação Nazaré de Comunicação, na loja Lírio Mimoso e no souvenir da Catedral Metropolitana de Belém por R$ 5,90. A renda obtida com a venda do livro será destinada para a manutenção dos meios de comunicação da Arquidiocese de Belém. Mais informações: 4006-9200. 

Dom Alberto Taveira Corrêa

fonte: Jornal Voz de Nazaré

Compartilhe

Fundada no ano de 1758 no Distrito de Benfica, Município de Benevides, Estado do Pará. Administração: Pe. Saul Muniz, mps

Posts Relacionados

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »