Por um mundo melhor

08:12

"Eu vos disse estas coisas para que, em mim, tenhais a paz. No mundo tereis aflições. Mas tende coragem! Eu venci o mundo" (Jo 16, 33). "Todo o que foi gerado de Deus vence o mundo. E esta é a vitória que venceu o mundo: a nossa fé" (I Jo 5, 4). Trata-se de uma verdadeira batalha o desafio proposto ao cristão. Entretanto, as guerras  que conhecemos costumam destruir os adversários, enquanto as lutas empreendidas pelas pessoas de fé conquistam sem arrasar ambientes e pessoas, envolvendo-as no amor que liberta, para que todos se tornem uma só família unida em torno de Cristo.

A presença dos cristãos no mundo exige um aprendizado contínuo, cuja fonte está na sabedoria de Deus, a ser bebida no Evangelho, feita ao mesmo tempo de bom senso e ousadia (Cf. I Cor 2, 1-5). O primeiro passo é ir ao encontro das pessoas, esvaziando-se de si mesmos, para entender as razões que motivam as decisões e ações muitas vezes chocantes à sensibilidade e à cultura daqueles que desejam levar a boa nova do Evangelho. Fazendo-se um com os outros (Cf. I Cor 9, 19-22), o Apóstolo São Paulo anunciou a Palavra e conquistou sem destruir, aprendendo a estar em todos os ambientes, sem temer os eventuais obstáculos, mas transformando tudo em ocasião oportuna para levar o nome de Jesus Cristo. Quando as pessoas se sentem amadas e respeitadas, sem necessidade de grandes discursos, também elas respondem com amor ao amor e experimentam a aventura de abrir-se a quem lhes foi ao encontro, nascendo um fecundo intercâmbio de vida. E este amor que vai e vem transforma para melhor as diversas partes envolvidas.

Este é um caminho mais exigente do que os debates ferozes entre grupos antagônicos ou a intolerância ainda tão atual. Tecer redes de relacionamento e construir pontes é caminho custoso, mas o único fecundo para transformar sem arrasar! Não se trata de omitir o anúncio da verdade, mas oferecê-lo com simplicidade, sabendo que quem pode entrar no coração dos outros sem violentá-lo é o Espírito Santo, que muito antes de qualquer um de nós planta as sementes do Verbo de Deus em todos os ambientes.

Nosso Senhor propôs em seu Evangelho imagens tão lindas quanto aparentemente desproporcionais, para falar da presença cristã no mundo. Ser fermento, pequena e boa semente, peixes bons no meio dos maus, sal e luz! O Sermão da Montanha, considerado a carta Magna do Reino de Deus anunciado e realizado por Jesus, oferece algumas delas (Cf. Mt 5, 13-16).

O sal dá sabor aos alimentos, quando na sua medida certa, pondo-se humildemente a serviço! O cristão, presente em todos os ambientes, faz com que cada pessoa seja o que deve ser. Seu modo de se comportar faz a diferença, sem precisar apelar para exibicionismos, sabendo também que até hoje o fanatismo e o radicalismo se mostraram estéreis! Ele descobre o sabor que Deus pôs nos acontecimentos, e isto é sabedoria! Sal e Sabedoria estão bem próximos! A Carta de São Paulo aos Colossenses até dá um exemplo: "Tratai com sabedoria os que não são da comunidade, aproveitando bem o momento. Que vossa conversa seja sempre agradável, com uma pitada de sal, de modo que saibais responder a cada um como convém" (Cl 4, 5-6).

Chamado também a ser luz, o cristão presente no mundo fala por seu modo de ser. Fala com seus atos fecundados pela caridade. "E quando o invocares, o Senhor te atenderá, e ao clamares, ele responderá: Aqui estou! Se, pois, tirares do teu meio toda espécie de opressão, o dedo que acusa e a conversa maligna, se entregares ao faminto o que mais gostarias de comer, matando a fome de um humilhado, então a tua luz brilhará nas trevas, o teu escuro será igual ao meio-dia" (Is 58, 9-10). Com tais convicções, não se cansa de fazer o bem e sabe que traz consigo a força que atrai e conquista, sem pretender destruir ninguém! Conquistadores ou conquistados renunciarão a tais títulos, para serem apenas e tão somente irmãos do mesmo Pai que está nos Céus.

Dom Alberto Taveira Corrêa

Compartilhe

Fundada no ano de 1758 no Distrito de Benfica, Município de Benevides, Estado do Pará. Administração: Pe. Saul Muniz, mps

Posts Relacionados

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »