O NATAL E A VIDA

06:01
Estamos próximos do Natal! Esta celebração marca a nossa vida com sinais de alegria e esperança, ao mesmo tempo em que anuncia que a Luz do Mundo chegou trazendo a Paz. Ele, que é o Filho Amado de Deus, nasceu de uma mulher! A vida que Jesus vai recordar, que Ele veio para que todos a tenham e a tenham em abundância, é um dos valores mais importantes da nossa civilização. É com o olhar confiante que vemos a importância da pessoa humana e da história que vamos vivendo em nosso planeta, o único conhecido até agora que tem vida inteligente.
No dia 5 de dezembro deste ano foi publicada nos jornais uma notícia sobre a pesquisa do Instituto Vox Populi em que se constata que, no Brasil, 82% do nosso povo são a favor da vida do nascituro, e, portanto contra o aborto. Segundo a mesma pesquisa, este índice é o maior desde que os levantamentos começaram a ser feitos, em 1993.
Diga-se que isso demonstra claramente a opinião progressista de um povo que, mesmo com toda a propaganda contrária, traz em suas convicções a importância da vida desde a concepção até a morte natural. A opinião conservadora, antiquada e retrógrada de “eliminar” pessoas indesejáveis, porém, ainda encontram abrigo em considerações provindas de culturas de violência e preconceituosas.
O aborto, que é o mesmo que a interrupção da gravidez, eliminando uma pessoa, não é uma questão de saúde pública, mas é muito mais que isso: aqui se joga a concepção e valores da pessoa humana e a constatação da beleza da vida concebida.
A cultura que vai sendo gerada em nossa sociedade, que se preocupa em trocar a iluminação de um monumento para que não se matem as mariposas da floresta, está em contradição com a falta de consideração pela vida humana e também da mulher, de seus sentimentos, sua vida e o respeito que merece.
Nesses casos, além da criança eliminada, a mulher e mãe, que tem sentimentos e amor, sofre duplamente com toda a situação. A saúde da mulher deve ser preservada e bem cuidada para que tenha uma vida saudável. Precisamos sim ter serviços médicos que ajudem a preservar a vida em todas as circunstâncias e com dignidade de atendimento, seja qual for a situação em que se encontra a pessoa.
Ser favorável à vida é antes de tudo uma questão de ciência e consideração pela pessoa humana. Países em que isso foi desconsiderado, além dos vazios existenciais pessoais, estão cedendo lugar a outras civilizações que ocupam os espaços deixados vazios devido a essa mentalidade. Aliás, o Brasil, de acordo com o último censo demonstrou que está também nesse caminho do envelhecimento. Daqui a algum tempo será defendida a tese que teremos de eliminar também aqueles que “não produzem” e só dão despesas para a sociedade, porque não teremos mão de obra para sustentar a produção nacional e, consequentemente, os pensionistas da previdência social.
Certas opções e opiniões são deveras preocupantes para o futuro da humanidade. Nós somos favoráveis à vida em todas as dimensões, passando pelo desenvolvimento, educação, saúde, habitação, lazer. Não se pode defender uma parte da vida negando a outra, por isso, a importância de valorizá-la desde a concepção.
Num mundo de violências profundas, e nós lamentamos muito essas situações, não podemos continuar gerando violência nem pela injustiça, nem dentro de nossas casas, muito menos dentro do local sagrado em que a vida está sendo gestada para vir ao mundo.
Este é um momento muito importante e sério para a humanidade e não podemos continuar imitando nações e regiões que perdem seus valores culturais e humanos. O Brasil deve ter personalidade suficiente para continuar o seu caminho sem se deixar pressionar por entidades internacionais e por tratados que não querem o bem do nosso povo e só impõem obrigações que nos empobrecem, principalmente, culturalmente.
A discussão que houve no país há pouco tempo demonstrou a sensibilidade do povo brasileiro em valorizar a vida. Agora, durante este tempo de Natal, é importante que valorizemos ainda mais esse grande e belo dom que recebemos de Deus: a vida.
Que Cristo – Caminho, Verdade e Vida – seja luz em nosso caminho e luz para o nosso mundo.
Dom Orani João Tempesta
fonte: CNBB

Compartilhe

Fundada no ano de 1758 no Distrito de Benfica, Município de Benevides, Estado do Pará. Administração: Pe. Saul Muniz, mps

Posts Relacionados

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »