MENSAGEM DO PÁROCO

13:29
Que a benção de Deus Pai e de Nosso Senhor Jesus Cristo e a intercessão materna de Nossa Senhora da Conceição esteja convosco.
Estamos iniciando mais um tempo de graça, a festa de nossa padroeira: Nossa Senhora da Conceição. Vivemos recentemente no mês de junho a semana missionária que nos despertou para uma vivência maior de nossa fé em Cristo. Mas acima de tudo foi e esta sendo um momento de experiência de vida eclesial; a missão ainda não cessou, ela é continua permanente... Neste sentido demos início às peregrinações nas famílias que é a porta de entrada para estarmos juntos novamente preparando-nos para a festa maior de nossa paróquia. sabemos que é um momento precioso de amadurecimento da fé trilhando os passos de Maria, que faz brotar em nós o espírito de partilha, o dom do amor e a gratuidade na caridade para como os irmãos e irmãs.
São mais de dois séculos de evangelização com Nossa Mãe nos educando a compreender e pôr em prática o projeto de Deus. Assim como Ela soube aceitar em sua vida este projeto, também somos chamados a cada dia a testemunhar Jesus Cristo. Pois ela é o modelo de fé e de amor aos fiéis da Igreja. Sendo filha predileta de Deus foi chamada ser Mãe de Cristo tendo a dignidade suprema para isto do próprio Deus. Portanto:
“O Pai de misericórdia quis que a aceitação de ser Mãe, por parte da mulher a isso predestinada, precedesse a encarnação. Assim como uma mulher trouxe a morte, outra traria a vida. Mais do que ninguém, a Mãe de Jesus trouxe a vida. Dotada de todos os dons que a tornaram digna de tal vocação, deu a vida, que tudo renova, ao mundo. Não admira, pois que os santos padres se tenha, acostumado a chamar a Mãe de Deus de Santíssima, imune de toda a mancha de pecado, qual nova criatura, como que plasma pelo Espírito Santo.
A Virgem de Nazaré foi admiravelmente santificada desde o instante de sua concepção. O anjo enviado por Deus a saudou como: ‘cheia de graça’, a cujo anúncio respondeu: ‘Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua Palavra’. Nesse momento, Maria, filha de Adão, dando seu consentimento à Palavra divina, tornou-se Mãe de Jesus. Abraçando a vontade salvadora de Deus com todo o coração e sem sombra de pecado, consagrou-se totalmente como serva do Senhor à pessoa e à missão de seu Filho”. (Lumen Getium, 56)
Este texto mostra-nos a gratuidade do amor de Deus em Maria, como ela foi predestinada a ser Mãe de Cristo. Assim também somos chamados a nos colocarmos nesta obediência ao Pai para que possamos chegar a plenitude de sermos discípulos fiéis na perseverança da prática do Evangelho manifestado em nossas vidas pelo amor materno de Maria.
Deus dá a Maria uma missão fundamental: dar início a uma nova criação. Fazer surgir a partida do seu Sim a um novo projeto, um novo começo onde Deus se faz carne para estar presente na humanidade, ou seja, se torna humano. Este fato acontece na história e se faz presente em nossa humanidade, por que Maria permitiu o chamado de Deus em sua vida, oferecendo seu corpo para a realização de tão grande mistério de amor, o plano da salvação

Desde já desejamos um feliz e abençoado Círio.

Pe. Sebastião Nazaré Antero
Pároco

Compartilhe

Fundada no ano de 1758 no Distrito de Benfica, Município de Benevides, Estado do Pará. Administração: Pe. Saul Muniz, mps

Posts Relacionados

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »