CAMPANHA "BELÉM, CASA DO PÃO"

08:07
Nesta quarta-feira, dia 8, a Campanha "Belém, Casa do Pão" mobilizará todas as paróquias da Arquidiocese numa só ação: fazer com que o Natal de muitas pessoas carentes seja diferente este ano. O chamado "Dia A" da campanha é a chance para quem ainda não participou também ajudar. Basta ir até a paróquia mais próxima e fazer a doação de um alimento não perecível. Tudo o que for arrecadado será distribuído no dia 18 de dezembro a centenas de famílias.
Fabiane Barroso, da comissão de coordenação da campanha, explica que cada paróquia irá desenvolver atividades específicas. Algumas devem promover shows, outros adiantaram que estão preparando uma grande mobilização de porta em porta pelos bairros.
Na campanha de nível arquidiocesano, cada paróquia deve cumprir uma meta, baseada no número de famílias cadastradas. Segundo Fabiane, o número estipulado de arrecadação não será o mesmo para todas, já que cada paróquia estipulou a sua meta. Há paróquias que pretendem doar cinco mil cestas, mas existe o registro de paróquias com um número bem inferior. O motivo para essa disparidade está no próprio desafio da campanha. "Muitas paróquias estipularam uma meta menor para não correr o risco de não conseguir cumpri-la, já que estão situadas em comunidades carentes e não têm a quem pedir as doações", diz Fabiane.
Este é o caso da paróquia de São Domingos de Gusmão, localizada no bairro da Terra Firme, que estipulou uma meta de 800 cestas. Segundo a coordenadora da Pastoral Social, Ana Queiroz, a paróquia tem enfrentado dificuldades já que é formada por famílias extremamente carentes em pelo três das cinco comunidades. Diante disso, a arrecadação nestes locais fica difícil. Mas a equipe não desiste, e está fazendo tudo que é possível para ajudar um número maior de pessoas, buscando parcerias com o comércio local. Mas Ana explica que a esperança mesmo está no dia 8, quando todos sairão às ruas para tentar sensibilizar as pessoas.
A coordenadora afirma que a paróquia estará com as portas abertas o dia inteiro, como ponto de arrecadação. Quem desejar ajudar pode ainda passar pelo salão São João Batista localizado atrás da igreja matriz.
Já na paróquia de São Jorge, na Marambaia, a comunidade tem dado uma resposta mais positiva após o anúncio da campanha arquidiocesana nas missas e eventos da paróquia. É o que explica a representante da Região Episcopal Santa Cruz, Raimunda Pantoja.
Segundo ela, assim como em São Domingos, a paróquia de São Jorge prepara uma grande mobilização pelas ruas do bairro. De casa em casa, eles pretendem buscar o máximo de alimentos que puderam.
Para tentar ajudar as paróquias que enfrentam mais dificuldades a Cáritas, responsável pela gestão da Campanha, pretende fazer com que uma determinada paróquia que atingiu um nível de doação acima de sua meta doe cestas para outra que não tenha atingido.
Apesar disso, Fabiane Barroso afirma que muitas paróquias estão cadastrando um número maior do que a meta de famílias carentes, na expectativa de que consigam ajudar a todas.
A ideia da campanha foi do Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, que delegou a responsabilidade de administrá-la à Cáritas Metropolitana de Belém (Camebe). Lançada oficialmente há quatro meses, Fabiane afirma que ainda não é possível contabilizar quanto foi arrecadado na campanha, já que os pontos de coleta funcionam diretamente nas paróquias e não passam pela coordenação geral. Mas baseado nas informações repassadas a meta inicial de 200 mil pessoas deve ser atingida.

Como funciona
A campanha "Belém, a Casa do Pão" pretende ser uma ação de caráter coletivo, mobilizando todas as paróquias da Arquidiocese, com o objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis, para ser distribuídos no dia 18 de dezembro a centenas de famílias.
Ações deste tipo já eram realizadas de diferentes formas nas paróquias, a ideia da campanha é unir as atividades, e poder atingir um número superior de pessoas. "É importante que as pessoas tenham em mente que esta não é uma campanha da 'minha paróquia, mas da minha Arquidiocese'", diz Fabiane Barroso.
As informações de como participar podem ser encontradas nas paróquias ou por meio da Cáritas pelos telefones: (91) 3225-0370 ou (91) 3230-2284. As doações para o projeto "Belém, a Casa do Pão" também podem ser feitas por meio de depósito bancário no banco Banpará, agência: 24; conta: 45.497-4, de uso exclusivo da campanha.

Organização e desafios
A Cáritas está à frente da coordenação geral, mas cada paróquia possui uma equipe de gestão em nível paroquial, formada por pelo menos cinco pessoas. Além disso, há mais dois representantes por região episcopal. Um número pequeno, se comparado com a dimensão projeto. Segundo Fabiane, houve falta de voluntários engajados, o que acabou sobrecarregando as responsabilidades nas paróquias.
O tempo também está sendo um entrave. Foram apenas quatro meses, entre arrecadação, mobilização e sensibilização do público.
Além disso, o cadastramento das famílias que seria realizado por um sistema único, enfrentou problemas, e não está mais sendo utilizado. Agora o cadastro está sendo feito de forma manual, e por isso, não é possível dizer inicialmente quantas famílias já estão cadastradas diretamente. "Mas este é apenas o primeiro ano da campanha que tem uma dimensão significativa, já que engloba toda a capital paraense, por isso para a edição 2011 todos os ajustes serão feitos", garantiu a voluntária.

Mobilização
A sensibilização da sociedade está sendo feita de diversas formas, nas paróquias e até por meio da comunicação, convocando na TV, Rádio e jornal Voz de Nazaré e em outros canais, todas as pessoas a participar. E para isso, a campanha conta com ajuda de peso, como os cantores padre Juarez de Castro e Adriana.
Além disso, para conseguir as arrecadações, equipes da campanha das paróquias estão buscando parcerias com estabelecimentos comercias. Do outro lado, a Cáritas também trabalha para fechar parcerias com empresas, que poderá beneficiar todas as paróquias de Belém e ajudar ainda mais pessoas.

Compartilhe

Fundada no ano de 1758 no Distrito de Benfica, Município de Benevides, Estado do Pará. Administração: Pe. Saul Muniz, mps

Posts Relacionados

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »